Homem se prostitui para pagar pensão do filho, leva calote durante programa e é preso

Um homem de 26 anos foi preso nessa quinta-feira (31), após levar um calote durante um programa sexual, no Rio de Janeiro. O jovem teria aceitado ter relação com outros dois homens, em uma cobertura no Leblon, Zona Sul. Após 48 horas com o casal, ele não recebeu o valor combinado.

O rapaz foi até uma delegacia, também no Leblon, para reclamar que não havia recebido o dinheiro. No entanto, o próprio homem acabou sendo preso, já que havia um pedido de prisão contra ele por estar devendo o pagamento de pensão alimentícia do filho de seis anos.

Segundo a polícia, a dívida do homem já alcança R$ 12 mil. De acordo com o jornal O Dia, ao ser preso, o homem tentou argumentar que havia começado a fazer programas justamente para pagar a pensão do filho.

“Sou casado, minha esposa sabe o que eu faço. Por conta da crise financeira passei a me prostituir. Pago minha faculdade, meu apartamento e tento ajudar o meu filho. Eu paguei parte da pensão para a mãe dele, mas a justiça ainda não deu a baixa no mandado”, disse ao Dia.

A confusão começou após o rapaz cair em uma “armadilha”. Ele foi contratado por um brasileiro, que é casado com um suíço, para ter relações com os dois. Ele manteve relações com o suíço e, na hora de ir embora, o brasileiro teria dito a ele que o programa continuaria apenas entre os dois, sem a presença do companheiro.

O combinado inicial era de R$ 350, no entanto, o valor alcançou os R$ 5 mil. Sem receber o valor, o garoto de programa e o brasileiro foram parar na delegacia.

Na 14ª Delegacia Policial, o suíço, que até o momento não sabia da segunda parte do programa, foi chamado ao local, onde combinou que pagaria metade do valor devido. “O garoto de programa aceitou. Assim, não fizemos o registro de ocorrência por estelionato. No entanto, o suspeito estava com esse mandado de prisão em aberto e foi preso”, disse um agente da polícia à reportagem. O homem de 26 anos ficou detido em uma cela da delegacia.

BHAZ