Após publicar vídeos com armas ameaçando rivais, três morrem em confronto com a Rondesp na cidade baixa

Integrantes de uma facção criminosa publicaram um vídeo nas redes sociais na última sexta-feira (31/7) mostrando armas e fazendo ameaças. No sábado (1/8), três deles acabaram entrando em confronto com a Rondas Especiais (Rondesp) Baía de Todos os Santos (BTS) e não resistiram.

Nas imagens, um deles mostra a arma enquanto anuncia a volta de um companheiro. “Bota a cara ai, vai. Meu parceiro ta de volta na pista, viado, bota a cara ai, vai”, ameaça. Outro homem passa na frente da câmara e diz: “bota a cara, estou aqui cheio de ódio”. O nome de nenhum deles foi divulgado pela polícia.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), os militares souberam do vídeo divulgado nas redes sociais e encontraram o grupo após denúncias anônimas. Eles estavam na localidade da Mangueira, entre os bairros da Ribeira e Massaranduba, em Salvador. A polícia diz que, ao cercar os suspeitos, eles começaram a atirar contra a guarnição, que revidou.

O trio atingido foi levado ao Hospital do Suburbio, mas não resistiram. Na ação, ainda de acordo com a SSP, foram apreendidos uma pistola calibre 40, dois revólveres calibres 38 e 32, carregador, munições, um colete balístico, 134 trouxas de maconha, 104 pedras de crack, 13 porções de cocaína, uma balança, um celular e 30 reais.

“Continuamos na região procurando outros integrantes da quadrilha. A população pode continuar ajudando, através dos telefones 3235-0000 (Disque Denúncia) e 190”, destacou o comandante da Rondesp BTS, tenente-coronel Elsimar Leão.

AeatuOn