Delegada é exonerada após fazer vídeo ‘trolando’ apreensão de droga

Polícia Civil afirmou que o cargo de Juliana Amorim não permitia ‘ficar fazendo gracinha ou piada’. Agente apagou conta na qual fez postagem

A Polícia Civil anunciou nesta quinta-feira (1º) a exoneração da delegada Juliana Emerique de Amorim, recém-chegada a 53ª DP (Mesquita), na Baixada Fluminense, depois de ela publicar na rede social Tik Tok um vídeo humorístico com uma apreensão de drogas realizada na última segunda-feira (28).

No vídeo, Juliana aparece fazendo poses com as drogas no fundo, um gif de algema e a frase “53ª DP manda em tudo”. Na sequência da publicação, a ex-delegada aparece fazendo gestos com a frase “só para lembrar quem se esqueceu…” no rodapé da gravação.

Na manhã desta quinta, a conta do Instagram na qual Juliana fez a publicação havia sido deletada.

Por meio de nota, a Polícia Civil afirmou que Juliana foi exonerada e que o cargo de delegada não é “para ficar fazendo gracinha ou piada. É um posto sério que tem que passar a imagem de respeito que a população merece”.

O Portal R7 procurou Juliana, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem. O site mantém o espaço aberto para a manifestação da citada.

A apreensão

Apesar de toda a polêmica com o vídeo publicado pela delegada, os agentes da 53ª DP retiraram das ruas 2.500 papelotes de cocaína, 200 trouxas de maconha, 100 pedras de craque, três rádios transmissores e dinheiro em espécie com a apreensão. A ação foi realizada na comunidade da Chatuba, também em Mesquita.