O Satanista Lázaro sumiu após ser encontrado pela polícia ” Ele parece fumaça “

Lázaro Barbosa, foi encontrado na noite de quarta-feira (17). Ele estava em uma fazenda, e desapareceu como fumaça após ser cercado pela polícia.

O governador do Distrito Federal Ibaneis Rocha (MDB) comentou as buscas de Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos. O homem é acusado da chacina que deixou quatro pessoas mortas no Incra, 9, Ceilândia. “Está passando da hora dele ser preso e vir para a Papuda curtir sua pena, durante longos anos”, afirmou o chefe do executivo local na manhã desta quarta-feira (16.

“Essa caçada nos impressiona muito, porque são quase 300 homens da polícia do Distrito Federal e de Goiás que estão atrás desse marginal e que não conseguiram ainda localizá-lo. Espero que isso aconteça o mais rápido possível, para que a gente possa tranquilizar as famílias daquela região e dar a punição devida a esse marginal que vem causando tanto mal e que vem fazendo a polícia do Distrito Federal e do Goiás quase como de bobas”, disse o governador.

A declaração foi feita após Ibaneis assinar a ratificação do termo de compromisso para a regularização fundiária do Condomínio Privê Morada Sul, Etapa C, no Jardim Botânico. As buscas por Lázaro já entraram no oitavo dia.

Lázaro Barbosa é apontado como o autor da chacina que tirou a vida de quatro pessoas da mesma família em Ceilândia Norte. Depois de assassinar a facadas e tiros Cláudio Vidal, 48, e os filhos Carlos Eduardo, 21, e Gustavo, 15, o homem sequestrou Cleonice Vidal, mãe dos jovens. A vítima foi encontrada no sábado (12), sem vida. A família foi enterrada nesta segunda-feira (14), no cemitério de Taguatinga. Durante o sepultamento, parentes e amigos pediam por justiça.

Além das mortes, Lázaro ainda invadiu várias chácaras da região do Entorno, e feriu mais pessoas durante a fuga da polícia. No domingo (13), ele roubou um carro de uma outra fazenda, e iria usá-lo para fugir de vez da polícia.

Contudo, abandonou o veículo na rodovia e desapareceu na mata depois de se deparar com o bloqueio policial. Mais de 200 agentes da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), da Polícia Militar (PMDF), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Federal (PF) procuram por Lázaro Barbosa no distrito de Edilândia (GO).