Antes de jogo do Vitória, dezenas de quilos de milho são despejados em entorno da Fonte Nova

Quem foi à Arena Fonte Nova nas primeiras horas da manhã deste sábado (14) teve uma surpresa. Pelo menos 200 quilos de milho foram despejados no entorno do estádio, onde o Vitória enfrenta o Guarani a partir das 16h30.

1. Nas redes sociais, usuários atribuíram a ação com milho a torcedores do Bahia. “Hoje tem banquete para os torcedores do Vice! 200kg de milho jogados ao redor da fonte nova”, escreveu uma usuária, no Twitter. A quantidade de grãos, no entanto, não foi confirmada pela Limpurb.

A partida deste sábado será a primeira desde que o time rubro-negro anunciou, na segunda-feira (9), que mandaria seus jogos para a Fonte Nova até 2023. A CORREIO, a assessoria da Arena Fonte Nova confirmou o ocorrido. Ainda de acordo com a assessoria, o milho já está sendo retirado e o processo deve ser concluído antes do fim da manhã.

Ajudando a recolher o cereal no entorno da arena, o gari Raimundo Silva de Jesus, afirmou que nunca tinha visto tanto milho junto desde que veio de Ipirá, o interior da Bahia. Ele, que torce para o Bahia, disse que a gozação entre torcedores é saudável e diz que faz parte do futebol.

O embalado de supermercado Maciel de Jesus, 25 anos, aproveitou e catou 20 quilos de milho para levar para casa. O objetivo era alimentar sua criação de galinhas.

Maciel vai alimentar as galinhas (Foto: Eduardo Dias/CORREIO)

Entre os torcedores, a notícia se espalhou logo cedo. O analista de informática Renato Dourado, 35, foi comprar o ingresso do jogo do Vitória junto com o pai, o aposentado Eunildo Dourado, 72,  já sabendo do ocorrido com o milho jogado nas entradas da Fonte Nova, quando viu pelas redes sociais.

“É uma gozação normal, da mesma forma que chamamos eles de sardinhas e jahias. A partir do momento que parte para agressão não é coisa de torcedor, e vandalismo e nau carastiamo. Eu prefiro os jogos na fonte nova, venho andando, e mais perto, mas gostava mesmo é do Barradão, que é o nosso estadio”, afirmou, ao dizer que o Leão da Barra vence o jogo de hoje pelo placar de 3×1.

Renato e o pai, Eunídio, já chegaram ao estádio sabendo do milho (Foto: Eduardo Dias/CORREIO)

Para ele, os jogadores nem se importam com as provocações. De tão focados na partida, acredita que devem deixar a rivalidade para a torcida.

“Acho que não deveria ter uma revida contra a loja do Bahia, isso não é cidadania. Tomara que os torcedores que se dizem organizados não queiram fazer nada em troca. vamos levar na esportiva e bola para frente. somos torcedores vamos torcer, vibrar e apoiar o nosso time para voltar à Série A”.

Twitter

Nas redes sociais, a provocação rendeu reações mistas. Houve quem criticasse a atitude e quem aproveitasse para brincar com os torcedores do Vitória.

Três anos
O Vitória enfrenta o Guarani neste sábado, às 16h30, pela 22ª rodada da Série B. O rubro-negro é o 15° colocado na tabela, com 24 pontos, a apenas um da zona de rebaixamento.

O contrato com a Fonte Nova vai até dezembro de 2022. Com isso, o Leão jogará lá pelos meses restantes da temporada 2019 e mais três temporadas inteiras. Até o fim da Série B do Campeonato Brasileiro, o time jogará nove vezes na Fonte Nova.