Aplicativo famoso tem data limite para ‘fechar as portas’ e delivery de comida sofre rebaixamento

A operação executada pelo aplicativo 99Food tem como prazo de encerramento a operação a partir de 17 de abril. Inicialmente, no mês de fevereiro, a empresa já havia finalizado o serviço de entregas mediante a frota da 99 e permanecia somente o aplicativo funcionando, com entregas sob comando dos restaurantes.

“Como companhia, decidimos concentrar muitos dos nossos recursos no desenvolvimento de serviços de duas rodas, na expansão de 99Moto e 99Entrega Moto em delivery. Por esse motivo, decidimos descontinuar o aplicativo 99Food a partir do dia 17 de abril de 2023”, aponta a empresa em comunicado emitido nesta sexta-feira (17), segundo divulgado pelo Valor.

Há cerca de um mês, a companhia possuía 135 mil estabelecimentos cadastrados no aplicativo lançado em novembro de 2019. Além disso, ela operava em 59 cidades de 22 Estados. No primeiro mês deste ano, a 99 promoveu uma segunda onda de cortes nas áreas da empresa no Brasil, onde englobava 800 funcionários.

Vale lembrar que a primeira demissão em massa aconteceu em setembro, ainda conforme a publicação. Com o encerramento do 99Food, o mercado brasileiro sofreu o déficit de mais um concorrente no setor liderado pelo iFood. O cenário negativo das empresas de refeições por aplicativo engloba ainda o caso da americana Uber Eats.

Com a segunda maior participação no mercado brasileiro, a companhia deixou de operar no país desde o dia 7 de março de 2022. Em fevereiro também, o iFood selou um acordo com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), em que ficaria eliminado acordos exclusivos com grandes redes de restaurantes a partir de setembro.