Bebê escorrega dos braços do avô e morre ao cair de navio.

Culpa eterna! Bebê escorrega dos braços do avô e morre ao cair de navio.

A bebê americana Chloe Wiegand, de 18 meses, escorregou dos braços do avô e morreu após cair da altura de 11 andares da janela de um cruzeiro. A tragédia ocorreu no domingo (07/07), em Porto Rico. O homem segurava a criança para fora da janela do navio Freedom of the Seas. A família contestou e disse, através do advogado Michael Winkleman, que a janela fica em uma área infantil e estava aberta, o que caracterizaria como negligência da empresa.

As autoridades locais afirmam que a menina, Chloe Wiegand, escorregou dos braços de seu avô, que a segurava para fora da janela do navio Freedom of the Seas. O advogado da família, por sua vez, afirma que a janela se encontrava em uma área infantil e estava aberta.

“O avô não deixou a neta cair. A criança caiu de uma janela em uma área infantil por uma janela que estava aberta, mas não deveria estar”, afirmou o defensor, que acrescentou.

“Chloe queria brincar com o vidro como fazia durante os jogos de hóquei de seu irmão mais velho… O seu avô pensou que no lugar da janela aberta havia vidro, assim como o restante da parede. Mas não havia, e a menina caiu”, concluiu o advogado.

O sargento Nelson Sotelo, da polícia de Porto Rico, disse à agência de notícia Associated Press, que a família deverá permanecer em território americano até que a investigação da morte seja concluída. Oficiais investigam se a janela já estava aberta ou se alguém a abriu pouco antes do incidente. A companhia Royal Caribbean Cruises chamou a morte da garota de “incidente trágico”.