Bruno Reis anuncia vacinação de professores com mais de 40 anos, trabalhadores da limpeza e dos rodoviários

Informação foi divulgada na tarde deste sábado (24), nas redes sociais. Prefeito disse que imunização dos trabalhadores da Educação vai acontecer até domingo (2), antes do retorno presencial das aulas.

O prefeito de Salvador, Bruno Reis, anunciou na tarde deste sábado (24), que foi autorizada a vacinação contra Covid-19 de professores com 40 anos ou mais da educação infantil até o ensino médio e o início da imunização dos trabalhadores da limpeza e do transporte coletivo rodoviário de 50 anos ou mais.

Segundo Bruno Reis, a imunização dos professores vai acontecer até domingo (2), antes do retorno presencial das aulas.

Já a vacinação dos trabalhadores da limpeza e do transporte coletivo rodoviário vai começar pela faixa etária dos 50 anos ou mais. As informações detalhadas sobre o calendário da imunização desse público-alvo ainda serão divulgadas.

Reivindicação dos professores
Na sexta-feira (23), Bruno Reis anunciou a retomada das aulas de forma semipresencial. O retorno será a partir do dia 3 de maio, tanto para escolas públicas municipais, quanto para as particulares.

Uma reunião foi feita com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB) ainda na manhã da sexta, antes do anúncio. Bruno Reis informou que a APLB levou 13 reivindicações para retorno, das quais 12 foram aceitas pela prefeitura. Os pleitos não foram especificados.

Entretanto, por meio de nota, a APLB afirmou que os professores só retornarão às escolas após a imunização total dos trabalhadores da Educação. O sindicato afirmou que, sem a vacinação completa, a categoria poderá entrar em greve.

Rodoviários pediam vacinas

Os rodoviários que atuam no Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus (STCO) de Salvador iniciaram uma paralisação geral no início da manhã do dia 19 de abril. Com isso, a capital baiana amanheceu sem ônibus.

A categoria reivindicava o pagamento das verbas rescisórias dos rodoviários que pertenciam à Concessionária Salvador Norte (CSN). Além disso, eles queriam também ser incluídos na lista de prioridades da vacinação contra a Covid-19.

G1 Bahia.