Cajazeiras 9 três integrantes do “Bonde do Kanário” morrem durante ação da Rondesp; um deles assassinou PM

Três homens morreram após troca de tiros com a Polícia Militar na localidade conhecida como Jardim Mangabeira, em Cajazeiras 8, Salvador. O caso aconteceu na manhã desta sexta-feira (14/2) e envolveu guarnições da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT/Rondesp Central). Agentes disseram ao Aratu On que o trio faz parte do chamado “Bonde do Igor Kanário”, como é conhecido um dos suspeitos de tráfico na região.

Os policiais relataram que receberam uma informação sobre a reunião do grupo na área. Foi montada uma operação e os rapazes foram localizados. O grupo se dividiu em dois: uma parte fugiu para a mata, enquanto a outra invadiu residências e acabou sendo achada. Ainda de acordo com os militares, os bandidos atiraram e houve tiroteio. No revide, os três acabaram sendo atingidos e socorridos para um hospital.

Por conta da Lei de Abuso de Autoridade, não foi informado o nome dos mortos, mas o Aratu On apurou que Isaias Oliveira Lima, Júlio César Machado da Silva e George Borges Cerqueira não resistiram aos ferimentos. Com o grupo a Rondesp achou três pistolas, drogas e um computador. Júlio, inclusive, tinha dois mandados de prisão em aberto por homicídio. Já Isaías é apontado como o “matador” e “braço” direito do traficante “Igor Kanário”.

Um dos crimes atribuídos a Júlio, inclusive, é o contra Marco Antonio Santos. Ele era policial militar e estava trabalhando como motorista de aplicativo quando foi surpreendido por bandidos armados no início de novembro de 2018. O carro, modelo Palio, havia sido localizado em chamas, na Avenida Dois de Julho – perto de Cajazeiras 8 -, por volta de 0h30. Marco estava desaparecido desde a noite do dia 2 quando saiu para trabalhar.

TENSÃO EM CAJAZEIRAS

O Aratu On apurou também que dois traficantes estão em “guerra” na região conhecida como Jardim Cajazeiras: Kanário e outro conhecido como Rafa, que teria saído da prisão recentemente. Uma das brigas chegou a ser registrada em vídeo, há duas semanas. Desde o final de janeiro, o policiamento foi reforçado na região com agentes da 3ª Companhia Independente da PM (CIPM/Cajazeiras) e da Rondesp Central.

AratuOn