Chefe de quadrilha foi expulso da PM há 40 dias e é investigado.

962

Ele é acusado também por ter embolsado R$ 300 mil de um assalto a banco

Chefe da quadrilha foi expulso da PM há 40 dias e é investigadoFoto: Divulgação
Portal R10 – Curimata
Após operação da Polícia, que resultou na prisão de policiais suspeitos por crimes de roubo de carga e pistolagem, o Coronel da Polícia Militar, Lindomar Castilho, concedeu entrevista à TV local e fez um desabafo.

Ele informou que a instituição não tolera “bandidos fardados” e que defende a expulsão de policiais que estejam envolvidos em crimes e corrupção.

A Operação Dictum cumpriu 16 mandados de buscas e prisões contra policiais militares e civis. Deste total, 13 pessoas foram presas, sendo 10 militares, 1 civil e três pessoas que não fazem parte da corporação. Outros três PMs estão foragidos.

Wanderley Rodrigues da Silva, conhecido como W. Silva, é apontado como sendo o chefe da quadrilha. Ele foi expulso da corporação há 40 dias e também é acusado de ter embolsado cerca de R$ 300 mil do assalto ao Banco do Nordeste.

Portão R10