Em novo pronunciamento, Bolsonaro diz que preocupação “sempre foi salvar vidas”; baianos fazem ‘panelaço’

Após críticas da população e até apoiadores políticos, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) mudou o tom do discurso sobre o combate à Covid-119. Em novo pronunciamento, transmitido em cadeia nacional de rádio e televisão, na noite desta terça-feira (31/3), ele defendeu a importância de tomar medidas a favor da economia, mas disse que sua preocupação sempre foi salvar vidas.

Bolsonaro citou, ainda, falas do diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanon, enfatizando que “a vida de cada indivíduo importa”, e afirmou que, apesar de o vírus ser uma realidade, ele “um dia irá embora”.

O presidente falou também de medidas tomadas pelas pastas da Saúde e Economia, como o adiamento do reajuste dos medicamentos, e o auxílio de R$ 600 para trabalhadores informais. “O efeito colateral das medidas de combate ao coronavirus não pode ser pior do que a própria doença”, considerou.

Por fim, Bolsonaro parabenizou os profissionais da área de saúde, do campo (“que produzem nossos alimentos”), caminhoneiros e “de todos os serviços essenciais que mantêm o Brasil funcionando”.

PANELAÇÃO

Durante o pronunciamento, houve panelaço contra o presidente Jair Bolsonaro em muitos bairro de Salvador, como Caminho das Árvores e Graça. A ação foi organizada virtualmente.