Empresário da banda No Styllo comandava Bonde do Maluco, diz SSP

João Teixeira morreu após troca de tiros com a polícia.

A Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP/BA) informou, durante apresentação dos resultados da megaoperação realizada na capital baiana e outras duas cidades, na manhã desta terça-feira (17), que o empresário João Teixeira Leal, de 49 anos, comandava a facção criminosa Bonde do Maluco (BDM).

Conhecido como ‘Jão de Pirajá’, ‘JJ’ e ‘Velho’, João entrou em confronto com a polícia e acabou morrendo. O ex-produtor e empresário da banda No Styllo respondia na justiça por homicídios, roubos a banco e tráfico de drogas.

De acordo com informações da SSP, João comandava o Bonde do Maluco desde a morte do antigo líder, Zé de Lessa, que morreu em uma troca de tiros no estado do Mato Grosso do Sul. Lessa foi encontrado pelos policiais em uma chácara localizada entre as cidades de Aral Moreira e Coronel, após comandar um ataque a carro-forte e a morte de quatro pessoas entre as cidades Caarapó e Amambai, na fronteira do Paraguai.