Entregador negro é impedido de realizar entrega em condomínio de luxo

O entregador é maranhense, tem 39 anos e trabalha com entregas há mais de dez anos.

Uma moradora de um condomínio de luxo não liberou a entrada de um entregador de aplicativo e justificou a negativa pelo fato do rapaz ser negro. Em troca de mensagens com a hamburgueria onde fez o pedido a mulher disse: “Eu não vou permitir esse macaco. Esse preto não vai entrar no meu condomínio”.

Elson é maranhense, tem 39 anos e trabalha como entregador há mais de dez anos.”De um jeito ou de outro, dói. Fico pensando nas minhas filhas vendo eu passando por isso e pensando que elas podem passar por isso também”, disse ele em entrevista ao UOL.

Uma ocorrência foi registrada na Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), nesta terça-feira (27). O caso aconteceu em Goiânia.

Varela Notícias