Fazenda Grande do Retiro, Paripe, Cabula e Tancredo Neves terão restrições

Mais quatro bairros foram incluídos na lista dos que têm medidas mais restritivas em Salvador: Fazenda Grande do Retiro, Paripe, Cabula e Tancredo Neves são os próximos a receber a ação da prefeitura, segundo anunciou nesta segunda-feira (1º) o prefeito ACM Neto.

Durante a entrevista coletiva, ele contou que depois de três semanas em isolamento rígido o bairro de Plataforma, no Subúrbio Ferroviário, terá as medidas mais relaxadas. Foram retirados da lista também Massaranduba, Liberdade, e Uruguai. As ações continuam ainda nos bairros de Periperi, Lobato, Pernambués e Cosme de Farias.O prefeito destacou os esforços para tentar identificar os doentes em Salvador.

“Iniciamos a estratégia dos testes rápidos com a testagem através das blitz. Depois, estendemos esses testes para profissionais de diversos setores que estão na linha de frente do combate ao coronavírus e, finalmente, ampliamos as equipes. Hoje, estamos em oito diferentes áreas da cidade e em cada uma delas temos 150 testes sendo aplicados todos os dias. Portanto, Salvador é hoje uma das cidades do Brasil que mais aplica testes, e minha orientação é para que a gente aumente cada vez mais o número de testes. E, claro, quanto mais você testa mais casos você inclui na base de dados”, disse.

Os novos bairros foram incluídos na lista porque registraram aumento no número de casos de pessoas contaminadas com o novo coronavírus. A situação mais grave é na Fazenda Grande do Retiro onde 63 pessoas ficaram doentes nos últimos sete dias. São 112 casos apenas em maio, e 123 desde que a pandemia começou.

No Cabula, até este domingo (31), eram 113 casos, sendo 98 em maio, e 48 doentes nos últimos sete dias. Em Beiru/ Tancredo Neves o número de infectados chegou a 98, mas 89 casos surgiram apenas no mês passado. Foram 47 na última semana.

Em Paripe, no Subúrbio Ferroviário, foram 33 novos doentes nos últimos sete dias. São 64 somente em maio, e 71 desde que a pandemia começou. Por lá, um trecho importante da Avenida Afrânio Peixoto (Suburbana), que liga as avenidas Almirante Tamandaré (Escola de Menor) e Almirante Mourão de Sá, será interditado. Apenas moradores e o transporte público poderá circular pela região.

O decreto permite o funcionamento apenas de: supermercados, farmácias, agências bancárias e lotéricas, repartições públicas e cartórios; estabelecimentos que estejam funcionando em regime de delivery, não sendo permitido o sistema de retirada no local; serviços de saúde e clínicas veterinárias.

Cenário

Salvador tem 1.015 leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atender pacientes com a covid-19, mas grande parte dessas acomodações já estão ocupadas. A taxa de ocupação das UTIs está em 72% e dos leitos clínicos em 74%. Na rede particular o índice de ocupação para as acomodações destinadas a esses pacientes era de 74%, até domingo.

Neto anunciou nesta segunda (1º) a reabertura de alguns seguimentos como concessionárias e revendedoras de veículos, clínicas odontológicas, e obras de construção civil em imóveis habitados, mas todas terão protocolos específicos de funcionamento. Segundo a prefeitura, o ideal é que essa taxa de ocupação dos seja de 60% e que se estabilize nesse percentual. Somente assim, outras atividades comerciais podem ser retomadas.

A taxa de letalidade da covid-19 em Salvador está em 3,6%, menor que a média nacional de 5,7%. Eram 11.632 doentes e 421 mortos na capital até ontem. A velocidade de crescimento do número de casos está em 5,5%, e a projeção do Município é de que em 16 de junho o acumulado de mortes registradas na cidade por conta do novo coronavírus seja de 1.079, com 60 óbitos por dia.

Jornal Correio da Bahia