Filho constrói muro e prende a própria mãe em casa para evitar que ela fizesse fofoca

781

Um homem de 31 anos é suspeito de manter a própria mãe em cárcere privado no bairro Ribeiro de Abreu, região Nordeste de Belo Horizonte. Segundo a polícia, o homem teria construído um muro na casa onde moram, para evitar que a mãe, de 58 anos, continuasse a espalhar fofocas pelas redondezas.

O caso foi descoberto por uma denúncia da irmã da mulher, na tarde desse domingo (3). A polícia chegou até o local e foi recebida pela irmã da vítima, que autorizou a entrada dos militares.

Logo na entrada da casa, os policiais observaram a construção de um muro que impossibilitava a mulher de deixar a própria residência. Além disso, o homem ainda colocou um portão de acesso à área comum do lote, já que outros parentes moram no mesmo local. A chave ficava somente com o filho.

A vítima confirmou aos policiais que ficou presa dentro da própria casa por cerca de duas semanas. Segundo a mulher, o motivo seria por ela “conversar demais”, fazendo fofoca, o que estaria gerando discussões entre todas as famílias que moram no local.

O filho da mulher justificou ter prendido a própria mãe para preservar a integridade física dela. Disse ainda que todos que moram no local estavam insatisfeitos com as constantes fofocas da mãe.

O homem também acrescentou que, mesmo tendo privado a mãe da liberdade e de fazer contato os outros parentes, ela tem feito sua própria comida em casa, com suprimentos levados por ele. Além disso, o filho explica que a mãe tem acesso à casa dele, local onde toma banho, já que o banheiro da casa dela está em reforma.

O caso foi registrado na Demid (Delegacia Especializada de Plantão de Atendimento a Mulher)