Fotos: Jovem larga emprego para viver como se fosse uma cadela

A maioria das pessoas adora cachorros, pela fidelidade, brincadeiras ou fofura dos bichos. Mas, Jenna Phillips, de Austin, no Texas, sente ter uma conexão muito mais forte com os amigos de quatro patas. Jenna, hoje com 21 anos de idade, conta que costumava fingir ser um filhote desde pequena. As informações são do DOL.

Mais velha, a norte-americana visitou uma convenção em Chicago, onde conheceu dois homens. Eles estavam na “cena de brincar como animais de estimação”. O encontro foi inspirador para ela e acabou criando uma conta em uma rede social para compartilhar esse lado canino com outras pessoas.

   Reprodução/ instagram

“Me sinto como um cachorro. Só quero rolar, brincar e correr. Sempre ágil como um filhote, mas não de maneira sexual. Eu realmente amo elogios. Adoro ouvir ‘boa menina’. Isso faz meu coração derreter toda vez”, explicou a jovem em seu canal.

   Reprodução/ Instagram

Depois que o perfil foi criado, a carreira começou a decolar, Jenna decidiu deixar o emprego e fazer do hobby um trabalho de período integral. A princípio, a ideia era representar a comunidade feminina de “filhotes” Ela então começou a postar conteúdos mais excêntrico na rede, sob o apelido thatpuppygirl (“aquela garota filhote”, em tradução livre).

   Reprodução/ Instgram

Agora, os seguidores pagam cerca de R$ 107 por mês para ver as postagens, nas quais ela persegue bolas, anda por pistas e toma banho.

“Agora é meu trabalho em tempo integral. Minha receita aumentou 100 vezes desde que mudei para o conteúdo de brincadeiras com cachorros. Estou fazendo seis dígitos mensais”, disse a youtuber.

Jenna é solteira, mas faz parceria com o mesmo homem em todos os vídeos. Ela também publica parte do conteúdo no TikTok, onde acumula 116 mil seguidores até o momento, a influencer turbina a renda com vídeos personalizados, baseados nas solicitações dos clientes: “Quanto mais excêntrico você quiser, mais caro sairá”, avisa ela!