A Delegacia de Repressão aos Entorpecentes abriu uma investigação sobre a suposta venda de ‘geladinhos’ de MDMA em ensaios de blocos de carnaval do Rio. O produto foi apelidado em redes sociais de “sacolé com bala”.

Segundo o delegado Rodrigo Coelho, da DRE, se confirmado que a substância oferecida é MDMA, o vendedor do sacolé pode responder por tráfico de drogas e o consumidor por uso. As informações foram divulgadas pelo g1.

Imagens de um suposto sacolé com a droga sendo vendido em um ensaio de bloco no Aterro do Flamengo, Zona Sul do Rio, viralizaram nas redes sociais, nas últimas semanas. Em entrevista ao Uol, o ator e jornalista Tiago Ribeiro disse que presenciou a venda do doce gelado com a droga. Cada unidade custava R$ 30, sendo vendida nos sabores coco e morango.

MDMA é o nome de uma droga sintética que foi criada a partir de uma abreviação para a metilenodioximetanfetamina. A substância também é utilizada para a fabricação do ecstasy.

Essas substâncias são consumidas normalmente por via oral, em forma de pó, comprimidos ou cápsulas. O consumo delas é proibido no Brasil.