Golpe? vírus? De quem são as ligações que desligam na nossa cara?

Seu telefone toca em diversos horários e dias da semana, mas, misteriosamente, ninguém está do outro lado da linha quando você atende. Essa é uma situação muito comum, principalmente para quem ainda tem telefone fixo.

Essas ligações “mal-educadas” que desligam bem na nossa cara quando as atendemos são culpa de um sistema de telemarketing que quer atingir o maior número de pessoas. Ele liga para contatos de uma lista pré-definida — seja para cobrança ou venda de produtos. Quando você atende, a chamada é direcionada a um atendente.

O problema está no fato de que, para ter maior eficiência, muitas empresas ligam para vários números ao mesmo tempo. Desta forma, os profissionais de telemarketing têm pouco tempo ocioso e, enquanto falam com a pessoa que atendeu primeiro, ignoram os outros.

Segundo Adriana Arsenio, presidente da Arsenio Consultoria, especialista em melhoria de modelos de gestão, algumas empresas acreditam que, disparando muitas ligações, estão aproveitando melhor o tempo dos atendentes. “Algumas vezes ligam para o mesmo número várias vezes no mesmo dia, oferecendo produtos e serviços que não estão disponíveis para aquele perfil.”

Só que muitas ligações para poucos atendentes resultam em uma grande quantidade de pessoas recebendo ligações mudas, que deixam o consumidor com a sensação de que bateram o telefone na cara dele.

Veja como fazer par bloquear as chamadas:

Entre no app de Telefone e clique para ver as ligações recebidas (no iPhone, vá em “Recentes”)

Ache o número que deseja bloquear e selecione o contato (ou clique em “i”)

Escolha o recurso para bloquear a pessoa que está ligando (isso pode variar conforme o modelo do celular. Ex: “Bloquear este chamador” ou “Bloquear/desbloquear número”).

Existem ainda apps que fazem esse bloqueio por você, alguns deles conseguem até identificar quem está ligando, mesmo que o número seja desconhecido — a exemplo do Hiya, disponível para iOS e Android.

Mas, só use app confiáveis e seguros.