Em virtude das altas temperaturas registradas em toda a Bahia, o governo se reuniu, na quarta-feira, 17, para discutir a implementação da distribuição gratuita de água durante o Carnaval de Salvador. Entre as secretarias presentes no encontro estavam a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) e Meio Ambiente.

De acordo com o titular da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), Felipe Freitas, o órgão integra o grupo com o objetivo de proteger a vida, a segurança e a saúde do cidadão. “O acesso à água para amenizar os efeitos negativos das altas temperaturas na vida das pessoas é uma questão de saúde pública. Esse é um fenômeno complexo e toda a sociedade precisa ajudar. Discutir essas estratégicas demonstra que o Governo do Estado está atento às necessidades da população. Nosso papel é informar as pessoas da importância dos cuidados com a saúde e, por outro lado, garantir a distribuição de água com qualidade nos circuitos da festa”, disse Freitas.

Entre as estratégias propostas pelo governo está a disponibilização de pontos de hidratação, com bebedouros e carrinhos espalhados nos circuitos da festa, como também a distribuição de copos retráteis biodegradáveis. As medidas ainda preveem o lançamento de uma campanha publicitária para estimular o uso sustentável de garrafas e embalagens para o consumo de água, mantendo a integridade física dos foliões ao evitar o uso em casos de agressão, além de contribuir para a redução na emissão de resíduos sólidos.

O plano de ação será elaborado e avaliado pela Sema, Embasa e pelo Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA) que vão avaliar todas propostas, entre elas, a de utilização estratégica de carro-pipa para amenizar o calor.

Também participaram da reunião, o secretário de Meio Ambiente, Eduardo Sodré; superintendente do Procon-BA, Tiago Venâncio; o diretor do Irdeb (Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia), Flávio Gonçalves, e a diretora de Política e Planejamento Ambiental da Sema, Luana Ribeiro.