Grávida de oito meses mata criminoso que invadiu sua casa

O marido e a filha da mulher foram feitos de reféns. Ela fez uso de um fuzil semiautomático.

Uma grávida de oito meses matou um criminoso após ele invadir a casa dela e fazer seu esposo e filha de reféns. O caso aconteceu na semana passada, segundo informou à polícia local de Lithia, na Flórida, nos Estados Unidos. O outro suspeito de cometer o crime conseguiu fugir.

Relatório das autoridades do condado de Hillsborough, cedido ao jornal New York Post, informa que os criminosos invadiram a casa da família pela porta dos fundos. Um deles agrediu o marido da mulher com socos e chutes, enquanto o outro fez a filha do casal, uma menina de 11 anos, de refém.

Ao se deparar com a situação, mesmo com sua gestação bastante avançada, a mulher correu para o quarto do casal e pegou um fuzil semiautomático AR-15, arma considerada o “fuzil da América” pela National Rifle Association (NRA). Um dos criminosos correu atrás dela e, quando ele se aproximou, foi alvejado.

“Quando ele começou a se aproximar da porta e entrou na linha de visão dela, ela disparou”, disse Jeremy King, marido da gestante. Ele ainda disse que o criminoso conseguiu andar cerca de 60 metros, mas depois “a metralhadora fez seu trabalho”.

Ao chegarem no local, após denúncias de moradores próximos à residência, as autoridades encontraram o corpo do criminoso. Em coletiva concedida à imprensa, os agentes disseram que a família está bem e que o fuzil foi comprado de forma legal.

O povo