Homem morre , fica 23h no IML , ressuscita durante necrópsia

3341

O que você faria se ‘morresse’ e depois de 23 horas acordasse para a vida? O senhor José Augusto dos Santos passou por esta experiência há 20 anos e até hoje se lembra muito bem de todos os detalhes. Ele se envolveu em um grave acidente de carro no sul de Minas Gerais quando estava retornando para Belo Horizonte.

A equipe de resgate chegou logo ao local, mas o senhor foi dado como morto e ficou 23 horas no IML – Instituto Médico Legal, na cidade mineira de Três Corações. Só que ele acordou e ficou sem entender o que estava acontecendo e o motivo de ter sido levado para aquele lugar, mas foi informado sobre o ocorrido e a partir daí, passou a aproveitar mais a vida.

Hoje o senhor José Augusto mora no bairro Goiânia, em Belo Horizonte. Ele disse que trabalhava com aviação e que em abril de 1999 não conseguiu chegar a tempo de pegar o voo de São Paulo para a capital mineira. Querendo retornar logo, resolveu pegar carona com dois homens, mas o veículo em que estava bateu de frente com uma carreta e todos pensaram que ele morreu no local mesmo.

“Na hora de me necropsiar, que o legista foi me necropsiar, eu ouvi um trovão muito forte, ouvi uma voz dizendo assim ‘fala, fala’. Eu falei o telefone da minha casa aqui em Belo Horizonte“, disse o senhor.

Quando sofreu o acidente, o homem sofreu um traumatismo craniano, órgãos perfurados pela costela, mais 35 fraturas. Ele foi levado do IML para o hospital de Três corações, depois foi transferido para o Pronto-Socorro João XXIII em BH e ficou 6 meses em coma. Depois de tudo isso, conseguiu recuperar os movimentos das pernas, dos braços e hoje está muito bem.

Agora ele aconselha todo mundo a aproveitar a vida da melhor forma, pois sabe que tudo pode mudar de uma hora para outra.