Hospital Roberto Santos realiza cirurgia inédita do SUS na Bahia

A primeira neurocirurgia para tratamento de Parkinson na Bahia pelo SUS foi realizada nesta segunda-feira (6), no Hospital Geral Roberto Santos, pelo neurocirurgião Leonardo Avellar. Segundo o governo estadual, o procedimento, que está na fase piloto, visa controlar os sintomas da doença, possibilitando melhor qualidade de vida ao paciente. O procedimento contou com a presença dos neurocirurgiões Paulo Niemeyer Filho e Paulo Luiz Cruz, do Instituto do Cérebro do Rio de Janeiro. A primeira paciente a se submeter à neurocirurgia de Parkinson na Bahia tem 68 anos e sofre da doença há 20 anos.

A subsecretária da saúde do Estado, Tereza Paim, afirmou que hospitais de referência, como é o caso do Roberto Santos, devem estar cada vez mais especializados para compor a rede de atenção à saúde. “Esta é uma cirurgia altamente especializada que vem compor a rede de atenção à saúde. Claro que ainda vamos avançar bastante, mas o Hospital Roberto Santos pertence à rede própria do Governo do Estado, e grandes avanços têm que acontecer a cada momento para que o paciente tenha acesso e acolhimento para a sua patologia. Então, é muito importante nós avançarmos em tecnologia e essa é uma neurocirurgia com avanços tecnológicos e que fazem a melhoria da qualidade de vida do paciente”.

Paulo Niemeyer, do Instituto do Cérebro do Rio de Janeiro, destacou que “o Hospital Roberto Santos é muito bom, muito bem equipado, a Bahia tem uma tradição já na neurocirurgia e tem toda a possibilidade de desenvolver a cirurgia funcional, que é uma subespecialidade da neurocirurgia que vem crescendo muito, e isso inclui a cirurgia do Parkinson. Essa é uma cirurgia que nós já fazemos há muitos anos e temos uma experiência grande com ela. O dr. Leonardo Avellar nos convidou para participar dessa cirurgia que estão iniciando aqui no hospital e nós viemos numa tentativa de colaborar e passar um pouco da nossa vivência”.

Bnews