Mulher é espancada pelo marido e obrigada a dormir abraçada com ele

A mulher de 47 anos foi covardemente espancada pelo próprio marido, na madrugada da última sexta-feira (10). As agressões ocorreram durante um interrogatório feito pelo companheiro da vítima, de 44 anos. A cada pergunta que não gostava da resposta, o homem dava um soco na mulher. O crime ocorreu na residência do casal, em Cuiabá.

Segundo relatos da vítima, essa não foi a primeira vez que as agressões ocorreram. Em julho do ano passado, o homem havia sido preso por agredi-la. Quando saiu da cadeia, em novembro, os dois reataram o relacionamento e ela resolveu retirar as medidas protetivas. Porém, o criminoso voltou a ficar agressivo.

Na madrugada de sexta-feira (10), ele ingeriu bebida alcoólica, enquanto a mulher foi dormir. Quando ele foi para o quarto, os dois iniciaram uma conversa. Na ocasião, o suspeito afirmou que estava sentindo a esposa distante. Ela aproveitou para declarar que pretendia terminar o relacionamento.

Durante vários minutos, ele passou a agredi-la e torturá-la psicologicamente com diversas perguntas. Caso não concordasse com a resposta, o suspeito dava um soco entre os seios da vítima. O homem ainda dizia que ela tinha tido sorte na agressão anterior e que, dessa vez, o mesmo ainda nem tinha começado a bater. O suspeito ainda fez ameaças, afirmando que se pegasse pesado, ela não escaparia, deixando claro que a intenção era matá-la.

Ao terminar a série de perguntas, ele voltou para a cama e fez a vítima o abraçar e dormir, como se nada tivesse acontecido.

Na manhã seguinte, a vítima saiu para trabalhar, enquanto o agressor ficou dormindo em casa. Ela aproveitou para ir à delegacia e denunciar o agressor. A mulher também voltou a pedir medidas protetivas. com DOL