Mulher quase morre por causa de absorvente interno; entenda

449

Greta Zarate precisou fazer uma transfusão de sangue e de usar antibióticos e morfina

Uma mulher de 32 anos, identificada como Greta Zarate, quase morreu por causa de um absorvente interno. De acordo com informações da Revista Claudia, ela foi diagnosticada com Síndrome do Choque Tóxico (SCT).

Greta se queixou de dores musculares, náuseas, tontura e diarreia no primeiro dia do ciclo menstrual em janeiro deste ano. Ela chegou a ser levada para o hospital de Jacksonville, na Carolina do Norte, mas os médicos não conseguiram localizar a causa do problema.

Ainda conforme a Revista Claudia, o problema só foi descoberto após uma consulta com ginecologista. Greta Zarate foi diagnosticada com SCT. As bactérias Gram-positivas, como a Staphylococcus aureus, apodreceram no absorvente interno usado por Greta, entrando em contato com os cortes microscópicos de sua parede vaginal e pararam em sua corrente sanguínea.

Com a presença da bactéria no corpo, o corpo de Greta tentou se defender do “invasore” e entrou em choque séptico, que acontece quando as funções do corpo ficam desreguladas por causa de uma infecção grave.

Greta Zarate precisou fazer uma transfusão de sangue para impedir que a bactéria se espalhasse e ainda necessitou de antibióticos e morfina.