Netflix vai controlar o compartilhamento de contas; entenda o que muda

554

Estima-se que a empresa perde até US$ 155 milhões com contas compartilhadas entre pessoas que não moram na mesma casa.

Atualmente, vários usuários que possuem uma conta Netflix compartilham suas assinaturas de alguma maneira. Seja com pessoas da mesma residência ou amigos e familiares distantes. Fato é, se você compartilha a conta com alguém que não mora no mesmo local, pode ter sua assinatura cancelada pela Netflix.

De acordo com Greg Peters, diretor de produtos da empresa, a Netflix está buscando maneiras de lidar com o compartilhamento de senhas sem “mexer em sua base de usuários”. Essa declaração foi feita durante uma conferência para debater os ganhos do terceiro trimestre da empresa em 2019.

De acordo com o site The Independent, quando os usuários compartilham suas senhas, eles estão compartilhando uma única conta Netflix, que vai diretamente contra o modelo de negócios da companhia, que aponta que cada família precisa ter sua própria conta.

A única maneira aprovada de compartilhamento de contas é a criação de perfis dentro do serviço. Entretanto, eles estão restritos à moradores da mesma residência, não sendo possível estender para outras pessoas.

De acordo com uma pesquisa feita pelo site Magid, cerca de nove por cento dos clientes compartilham suas senhas com pessoas que não moram com eles. Esse número pode parecer baixo, mas, levando em conta os 158 milhões de usuários, cerca de 15 milhões não pagam por um plano, mesmo que ele seja básico. Isso representa uma perda de U$S 155 milhões para a empresa (cerca de R$ 640 milhões).

Além disso, foi apontado que a Netflix não apenas perde dinheiro, mas os usuários podem abrir possibilidades para atividades fraudulentas.

O Magid relata que o compartilhamento de senhas é um risco à segurança cibernética que pode até resultar em roubo de identidade por meio de outras contas. Isso ocorre porque muitas pessoas usam a mesma senha das contas em outros serviços.

Isso significa que, se alguma pessoa aleatória tiver a senha do usuário, pode ser que ele tenha credenciais para acessar informações sensíveis, como contas em redes sociais e outras informações.

Via: LadBible