Um traficante da facção criminosa Comando Vermelho (CV), que foi alvo da Operação Duplo X, deflagrada nesta quinta-feira (6), foi morto durante uma troca de tiros no bairro de Atalaia, em Aracaju (SE). A ação policial contou com a participação de equipes tanto de Sergipe, como também da Bahia.

O homem, conforme informações obtidas, foi o 10º criminoso localizado. Ele era conhecido como “o terror da Ilha”, já que atuava no local e também em vários bairros de Salvador. O suspeito era chamado de ‘Tio Chico’ e foi identificado como Renê Mateus dos Santos Júnior, de 31 anos. Ele era apontado como liderança do tráfico de drogas e tinha um mandado de prisão em aberto.


O Portal também apurou que, no momento da abordagem, o criminoso reagiu usando uma pistola calibre 9mm. Nessa ocasião, um confronto entre o bandido e os policiais se iniciou, fazendo com que ‘Tio Chico’ fosse baleado. Ele foi levado para o Hospital de Urgências de Sergipe, mas não resistiu.

Além da acusação de tráfico de drogas, Renê também é apontado como autor de vários homicídios, incluindo contra forças de segurança da Bahia.

Informações ainda dão conta de que um dos nove presos durante a operação se chama Alan, e também é apontado como integrante da facção carioca.

A operação foi deflagrada pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO), que ocupou cinco bairros de Salvador para cumprir mandados de prisão. As ordens judiciais também foram cumpridas dentro do sistema penitenciário.

Oito mandados de prisão foram cumpridos nos bairros de Cosme de Farias, Nordeste de Amaralina e Tancredo Neves. Os bairros são dominados pela facção criminosa Comando Vermelho (CV), originada no Rio de Janeiro.

Uma prisão em flagrante ocorreu no bairro da Engomadeira. Um homem foi flagrado com porções de cocaína e balança. Além disso, durante a ação, foram apreendidos dois coletes balísticos foram abandonados por criminosos em um terreno, em Cosme de Farias.