Primeira vacina brasileira, Butanvac pode ser aplicada a partir de outubro

A Butanvac, primeira vacina brasileira contra covid-19, pode ser aplicada a partir de outubro. Essa é a estimativa que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), tem compartilhado com interlocutores. A informação é da coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo.

Atualmente, o imunizante está na etapa A da fase dos estudos clínicos. A Butanvac será testada em 418 voluntários em Ribeirão Preto, São Paulo. Na noite de quinta-feira (1º), o Instituto Butantan e o Hospital das Clínicas da USP de Ribeirão Preto abriram o cadastro para voluntários do imunizante, após a Comissão Nacional de Étic.

Porém, ainda não há data para que os testes tenham início, porque o Butantan aguarda uma aprovação final da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A Anvisa afirma que o protocolo de pesquisa clínica da vacina brasileira foi aprovado, mas faltam dados específicos para começar os testes em humanos. Uma das principais informações solicitadas pela agência é a confirmação de que os vírus adotados como vetores na ButanVac foram efetivamente inativados.

BNews