Quadrilha que usava fardas da Polícia Militar em ações criminosas em Salvador

Um grupo que, segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), utilizava fardas da Polícia Militar para cometer crimes foi desmontada, na manhã desta sexta-feira (19/6), durante operação da Corregedoria Geral da pasta. Três mandados de prisões, expedidos pela 14ª Vara Criminal da Comarca de Salvador, foram cumpridos, um deles contra um guarda municipal de Cachoeira. Arma, simulacros, munições e fardamentos foram apreendidos.

Segundo a SSP-BA, o grupo é suspeito de envolvimento com roubos, extorsões mediante sequestros e homicídios na capital baiana. Entre as ações ilícitas estão dois assaltos contra as empresas Claro, no Itaigara, e Pão de Açúcar, no Stiep, ambos bairros de Salvador. Os crimes ocorreram no início deste ano.

Com o trio, os policiais apreenderam três simulacros de pistola, um revólver calibre 38, munições, coletes balísticos, algemas, fardas da PM, entre outros objetos. O trio capturado, após exames no Departamento de Polícia Técnica (DPT) e interrogatórios, seguirá para o sistema prisional, em Salvador. Os nomes dos homens não foram divulgados por conta da Lei de Abuso de Autoridade.

Deram apoio à Corregedoria Geral da SSP equipes da Coordenação de Operações Especiais, do Departamento de Homicídios, do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e do Batalhão de Choque da PM.