Réveillon de Salvador terá ‘outro formato’ esse ano, diz prefeito

Não há ‘protocolo possível’ para eventos como Salvador costuma fazer, afirma.

Medidas para resgate do turismo de Salvador foram apresentadas nesta terça-feira (4) pelo prefeito ACM Neto, mas sem incluir uma parte significativa: eventos.Segundo ele, a prefeitura ainda está trabalhando na nova realidade, que inclui alterar datas de festividades e mudar formatos. Uma das celebrações que será diferente esse ano é o Réveillon.

“Estamos finalizando o formato para a virada de ano de Salvador, que não será da mesma forma como aconteceu nos últimos anos”, afirmou Neto, dizendo que mais detalhes serão anunciados em breve. “Antes de dizer que tá cancelado o Festival da Virada, vamos apresentar o que a gente vai fazer pra virada do ano, claro que adequada à nova realidade”, explicou.

O prefeito afirmou que tem conversado com especialistas e lido sobre o tema. “Não estamos trabalhando com a hipótese de ter uma vacina de alcance coletivo que permita a imunidade de todos ainda esse ano”, afirmou. “Mesmo que tenhamos a vacina concluída ainda esse ano, ela não terá alcance de massa”

Segundo o prefeito, ainda essa semana ele irá se reunir com empresários, representantes de entidades e lideranças do setor de entretenimento, também para conversar sobre o Carnaval. Cidades como São Paulo já anunciaram adiamento da festa, mas ainda sem nova data cravada. Ele diz que tem conversado muito com Bruno Covas, prefeito de São Paulo, e Marcelo Crivella, do Rio, e procura diálogo com outros gestores. “Se conseguir alinhamento com outras cidades é muito melhor”, disse. “Quero antecipar essa decisão. Nosso limite seria começo de novembro. Acho que para o próprio setor é melhor que a decisão seja antecipada”.

Ele afirmou que o drive-in, autorizado para funcionar na fase 1 de retomada, está funcionando muito bem, mas é algo de escala reduzida. “Hoje, não temos protocolo possível para autorizar eventos nos moldes que estamos acostumados em Salvador”.

Jornal Correio da Bahia