Sedentarismo atinge 40% dos adultos no Brasil

Dentre os brasileiros que possuem mais de 18 anos, 40,3% são sedentários ou insuficientemente ativos – não praticam atividade física ou o fizeram por menos de 150 minutos por semana, considerando lazer, trabalho e deslocamento para o trabalho. Esse é o resultado da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), divulgada nesta quarta-feira (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que foi feita em 108 mil domicílios em parceria com o Ministério da Saúde.

Com relação a gêneros, as mulheres tiveram uma taxa de 47,5%, ante 32,1% dos homens. Entre pessoas com 60 anos ou mais de idade, a porcentagem de pessoas insuficientemente ativas chegou a 59,7%. O grupo de idade menos sedentário foi o de 18 a 24 anos de idade (32,8%), seguido do grupo de 25 a 39 anos (32,9%), conforme a Agência Brasil.

Em geral, a média brasileira de pessoas que praticaram o nível recomendado de atividade física no lazer apresentou aumento. Enquanto em 2013 o número foi de 22,7%, em 2019 esse índice subiu para 30,1%.

São considerados indivíduos fisicamente ativos no lazer aqueles que realizam qualquer prática de atividade física fora do âmbito da escola ou trabalho, por exemplo, por mais de 150 minutos para as consideradas moderadas ou 75 minutos para as classificadas como vigorosas na semana. São exemplos de atividades físicas moderadas: caminhada, musculação, hidroginástica. Já corrida, basquete, futebol, ginástica aeróbica e tênis são tidos como atividades vigorosas.

JN Bahia