Sturaro critica SSP: ‘Esperava que na mudança não fossem trazer alguém de fora para gerenciar’

O coronel da reserva, Humberto Sturaro criticou durante entrevista ao programa PNoticias, nesta segunda-feira (19), a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), por trazer pessoas de fora para gerenciar a pasta, à exemplo de Ricardo Mandarino.

“Particularmente tinha a esperança de que a atitude de trazer alguém de fora para gerenciar a segurança daqui fosse quebrado. Eu acho que as pessoas que lidam com nosso estado sabem da realidade daqui anti da PM, como Civil e Técnica. Da mesma hora que veio Mandarim (de fora), sabíamos que ia mudar”, revelou Sturaro.

Com a saída dele e de Anselmo Brandão dos cargos de notoriedade da Polícia Militar, Sturaro reforça que não tem mágoas. “Saímos com sensação que cumprimos a missão, passamos por uma gestão com diversas crises, a exemplo da greve da polícia. A gestão do comandante Coutinho é diferente de Anselmo, ela é a cara do coronel Coutinho, temos que apoiá-lo para ter tranquilidade e refletir na segurança pública”, detalhou.

Com experiência na rotina da PM, Sturaro avaliu também o crescimento do tráfico de drogas e seus conflitos em Salvador. Para ele, a causa é o consumo dos ilícitos muito maior nesse período de pandemia da COVID-19. “Parece que as pessoas para fugir dessa realidade usam drogas, a partir disso começou uma guerra muito grande, e, tráfico é comércio, você quer ocupar um espaço maior para ter uma rentabilidade proporcional, por isso, tantas guerras e homicídios”.

Bnews