Vizinhos ignoram gritos de socorro e mulher é torturada durante toda a madrugada por companheiro

Uma mulher de 37 anos foi torturada pelo companheiro, de 29 anos, durante toda a madrugada de domingo (14). Ela chegou a gritar por socorro em diversas oportunidades, mas foi ignorada pelos vizinhos, e só conseguiu escapar da morte ao aproveitar um vacilo do autor.

O caso ocorreu no bairro Santa Cruz, em Cláudio, município do Centro-Oeste mineiro com cerca de 30 mil habitantes. Conforme a Polícia Militar apurou, a tortura começou por volta de 1h30, quando o autor trancou as portas da residência onde o casal mora e iniciou as agressões.

Ele se armou com uma faca e desferiu diversos golpes contra a vítima, chegou a quebrar um copo de vidro na cabeça dela, e ainda afirmou que a assistiria sangrar até a morte. Não satisfeito, o autor ainda bateu a cabeça da mulher contra a parede em algumas oportunidades.

A vítima afirmou aos militares que gritou por socorro, mas foi ignorada pelos vizinhos. Por volta das 6h30, quando já amanhecia, ela aproveitou um vacilo do autor para fugir. Ele havia feito uso de bebida alcoólica. Mesmo assim, ainda tentou perseguiu a vítima pelas ruas, mas ela conseguiu se abrigar na casa da irmã.

Muito ensanguentada, a mulher foi levada a uma unidade de saúde pelos militares. O autor foi encontrado na residência e disse aos policiais que não se lembra de nada da madrugada. A quantidade de sangue espalhado pela casa impressionou as autoridades.
Ele foi detido por tentativa de homicídio e levado à delegacia de Divinópolis, a cerca de 60 km de Cláudio.